Prédio do Cirquinho da Poli será reformado

Neste mês de abril, começarão as obras de reforma do bloco A do prédio do Biênio, conhecido como Cirquinho, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). Entre os objetivos delas estão a melhoria da curva de visibilidade dos auditórios e o tratamento acústico contra o excesso de reverberação nas salas de aula, bem como o aumento do conforto térmico de todas as dependências do edifício. As obras incluem ainda a instalação de infraestrutura do sistema de ar condicionado, além todos os equipamentos, redes de tubulação, de dutos e difusores e elétrica.

Neste mês de abril, começarão as obras de reforma do bloco A do prédio do Biênio, conhecido como Cirquinho, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). Entre os objetivos delas estão a melhoria da curva de visibilidade dos auditórios e o tratamento acústico contra o excesso de reverberação nas salas de aula, bem como o aumento do conforto térmico de todas as dependências do edifício. As obras incluem ainda a instalação de infraestrutura do sistema de ar condicionado, além todos os equipamentos, redes de tubulação, de dutos e difusores e elétrica.

O projeto, que foi objeto de licitação, prevê duas grandes intervenções, uma nas salas de aula e outro na área central do Cirquinho, onde hoje há depósitos e um local para um jardim interno. No primeiro caso, o objetivo é melhorar as condições de utilização, diminuindo o excesso de inclinação entre as carteiras, além de resolver os problemas térmicos e acústicos. Essa parte da reforma incluirá ainda a construção de escada de acesso para a sala de experimento e exposições anexa às salas de aula.

Para resolver o problema da inclinação, serão eliminados pelo menos três espelhos de degraus, com a elevação do piso e adequação da curva de visibilidade. No caso das deficiências acústicas, elas serão eliminadas por meio de tratamento no teto, piso e paredes, com a instalação de placas refletoras nas paredes e forro acústico, por exemplo. Para garantir o conforto térmico do ambiente, serão instalados sistema de ventilação mecânica, ar condicionado ou climatizado, além de ser feito tratamento com isolamento do calor da laje de cobertura.

Com a segunda grande intervenção, a área central do Cirquinho terá seu espaço ampliado, com a demolição das paredes divisórias entre os depósitos e o jardim interno, transformando o local num único piso de 138 metros quadrados. Além disso, será feita uma cobertura para a área, com ventilação e iluminação permanente, bem como instaladas bancadas de apoio. No total, serão investidos R$.1.800.000,00 na reforma, cujas obras deverão estar concluídas no final de 2011.