Professor da Poli-USP, Oswaldo Luiz Do Valle Costa, se torna membro da Academia Brasileira de Ciências em 2021

Agência FAPESP – A Academia Brasileira de Ciências (ABC) conta com 25 novos membros titulares, correspondentes e colaboradores e 30 novos afiliados em 2021. Os resultados das eleições foram divulgados em 3 de dezembro de 2020. Todos serão diplomados em Reunião Magna da ABC a ser realizada em maio.

Entre os membros titulares escolhidos, oito recebem ou já receberam auxílio da FAPESP: Dessislava Hristova Kochloukova, do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); Elisabete Maria de Gouveia Dal Pino, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG-USP); Osvaldo Novais de Oliveira Junior, do Instituto de Física de São Carlos (IFSC-USP); Paolo Di Mascio, do Centro de Pesquisa em Processos Redox em Biomedicina (Redoxoma), que é um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) financiado pela FAPESP no Instituto de Química (IQ) da USP; Maria Valnice Boldrin, do Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista (Unesp); Maria de Fátima Andrade, do IAG-USP; Arnaldo Lopes Colombo, da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp); e Oswaldo Luiz Do Valle Costa, da Escola Politécnica (Poli) da USP.

Além deles, cinco cientistas com auxílio da FAPESP foram selecionados como membros afiliados: Ricardo Martinez Garcia, do Instituto de Física Teórica da Unesp; Alexandre Bruni Cardoso, do IQ-USP; Carlos Augusto Mera Acosta, da Universidade Federal do ABC (UFABC); Grace Silva Deaecto, da Faculdade de Engenharia Mecânica da Unicamp; e Pedro Henrique Santin Brancalion, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP.

A lista completa dos novos membros está disponível no site da ABC.

 

Este texto foi originalmente publicado por Agência FAPESP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.