Projeto da Poli mapeará o genoma das espécies da floresta Amazônica

O professor Marcos Simplício, do Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas Digitais da Escola Politécnica (Poli) da USP, é membro do projeto Amazônia 4.0 responsável pela operação o Biobanco da Amazônia que pretende, a partir de 2022, colocar em funcionamento o banco de dados para armazenar o sequenciamento genômico de várias espécies da floresta Amazônica. 

Leia a matéria completa aqui.