Mini usinas para fabricação de oxigênio é solução para auxiliar na pandemia

O professor José Roberto Simões, do departamento de Engenharia Mecânica da Escola Politécnica (Poli) da USP, em entrevista ao Estadão, comenta sobre as mini usinas de produção de oxigênio medicinal, que são uma solução para as cidades que sofrem com a falta de cilindros de oxigênio na pandemia de Covid-19. 

“O ar seco, que passa por um compressor, é direcionado para um leito cheio de zeólita (mineral), que captura o nitrogênio e deixa passar apenas o oxigênio, injetado diretamente na linha de distribuição”, explica o professor que acrescenta: “É uma tecnologia menos conhecida no Brasil e tem muitos fabricantes internacionais, embora não seja nova.”

Para ler a matéria na íntegra, acesse aqui.