Poli-USP anuncia parceria com empresa para o desenvolvimento de pesquisa em reciclagem 

(Imagem: reprodução)

A Escola Politécnica (Poli) da USP e a empresa Tupy  fecham parceria inédita para o desenvolvimento de pesquisa em reciclagem de baterias de lítio, com um investimento inicial de R$ 4 milhões. O projeto será conduzido por 15 pesquisadores e, ao longo dos dois anos estabelecidos para a pesquisa, o número pode chegar a 20 profissionais envolvidos, entre professores, doutores, mestrandos e técnicos. Além da Tupy e da Escola Politécnica da USP, estão envolvidos na parceria a Fundação USP e o Embrapii. Hoje, grande parte dos processos de reciclagem de baterias são por pirometalurgia, no qual a matéria-prima é incinerada. Além de consumir muita energia e gerar emissões de carbono, há grande perda na recuperação de materiais, principalmente, do lítio.

Confira na íntegra.