Poder 360: Compare os apps Telegram, Signal e WhatsApp e saiba qual é o mais seguro

Após as mudanças da política de privacidade do Whatsapp, muitos usuários optaram por  mudarem para outros aplicativos de mensagens, como o Telegram e o Signal. O professor Marcos Antonio Simplicio Junior, da Escola Politécnica (Poli) da USP, especialista em segurança de redes e criptografia, explicou em entrevista ao Poder 360º como saber se o sistema de segurança e criptografia do aplicativo de mensagens é eficiente. “É preciso levar em consideração o tipo de criptografia adotada e se o código-fonte é aberto ou fechado”. A criptografia é o conjunto de técnicas adotado para cifrar o conteúdo das mensagens e torná-las ininteligíveis para terceiros. Já o código-fonte aberto é o que permite que qualquer pessoa que tenha conhecimento técnico e saiba ler códigos possa verificar que tipo de criptografia é praticada. “Quando o código-fonte é fechado, como no caso do WhatsApp, não há como garantir que a criptografia que se diz ser adotada é de fato a que é praticada”, explica o especialista.

Leia na íntegra.