Na expectativa do 5G, IoT já é realidade da manutenção do elevador aos cuidados com a saúde

Conhecida como a internet das coisas ou IoT (do inglês, Internet of Things), a tecnologia que lida com a inteligência de objetos já é realidade comum no setor industrial e com a chegada do 5G, especialistas preveem que sua presença seja expandida, inclusive na área da saúde.

Alguns sistemas médico-hospitalares ganharão precisão com equipamentos conectados por IoT, ajudando na obtenção de informações de saúde e evolução do tratamento de pacientes. A China, por exemplo, utilizava a tecnologia para acompanhar pacientes de covid-19, reduzindo o contato dos profissionais de saúde com pessoas infectadas.

“É ter uma ação proativa. Uma máquina mal operante pode trazer rupturas em uma linha de produção, acarretando em prejuízos. Por outro lado, a IoT pode trazer redução de perdas e ganho de produtividade”, explica Tereza Cristina Carvalho, professora da Escola Politécnica (Poli) da USP para reportagem da Época Negócios. Leia na íntegra.