Nota da diretoria da Poli-USP – 6/6/2021

Foi com satisfação que lemos a edição de domingo do Jornal O Estado de S. Paulo apontando o marco de inclusão da USP, no qual se inclui a Escola Politécnica. Cumpre notar que mais que os admitir, é preciso acolhê-los e assegurar a permanência, levando-os à conclusão do curso. A Politécnica, no momento, implanta um programa de acolhimento que agrega calouros, veteranos e professores (https://mla.bs/b3b23674). Complementarmente, integra esforços com a Associação de Engenheiros Politécnicos em seu Projeto PoliRETRIBUA (www.retribua.org) que provê bolsas de estudo e mentoria a alunos em circunstância de vulnerabilidade. O corpo de mentores do PoliRETRIBUA conta com 130 engenheiros politécnicos voluntários que hoje mentoram 230 alunos ao longo do curso, até sua formatura. Esse projeto, integralmente fundamentado em doações e trabalho voluntário, é motivo de grande orgulho para nossa Escola.

Profa. Dra. Liedi Bernucci
Diretora
Escola Politécnica da USP