Com patrimônio de R$ 35 mi, fundo criado por engenheiros investe em projetos da USP

02/07/2021 – Amigos da Poli é um fundo patrimonial mantido por ex-alunos da Escola Politécnica (Poli) da USP que está completando dez anos. Ele é o maior fundo patrimonial brasileiro ligado a uma universidade. A iniciativa sem fins lucrativos trabalha na arrecadação de doações em dinheiro e usa o rendimento obtido com a gestão desse recurso para financiar projetos que contribuam nos estudos dos alunos da Poli.

“Os alunos que estão se formando nesses últimos dez anos já saem querendo se envolver no Amigos da Poli, querendo doar, ser voluntários, ajudar da maneira que podem. Conseguimos envolver muita gente que estudou na escola, mas também entusiastas da educação, de outras universidades que participam, conhecem nosso modelo e acabam propagando esse modelo também em outras universidades”, conta, ao Jornal da USP, Juliana Lisboa, formada em Engenharia Química pela Poli e vice-presidente do Amigos da Poli.

Leia na íntegra.