Professor da Poli comenta o futuro do blockchain em reportagem

Em entrevista a Revista Galileu, o professor Marcos A. Simplicio Jr., do Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas Digitais da Escola Politécnica (Poli) da USP, comentou sobre o blockchain, um código em cadeia formado a partir de cálculos matemáticos para garantir a autenticidade das informações em transações, que foi a base para as criptomoedas. “Para a maioria das aplicações, a tentativa de se tornar mais verde é inevitável. Não sei se dá para todas, porque algumas moedas ou vão ter que morrer ou trocar suas estruturas. Mas novos blockchains vão se preocupar mais com esse aspecto de sustentabilidade”.

Leia na íntegra a matéria da Galileu.