Melhorar mobilidade urbana implica pensar soluções para cada região

O evento Soea Connect (Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia), promovido pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, aconteceu na semana passada. O professor Ronaldo de Breyne Salvagni, diretor do Centro de Engenharia Automotiva da Escola Politécnica (Poli) da USP, participou do evento no painel Mobilidade Urbana Acessível – Desafios para um Mundo Pós-Pandemia.

Ao Jornal da USP no Ar 1ª Edição, o professor afirma que a mobilidade, que se refere à movimentação de pessoas e coisas em determinado espaço, é um mal necessário. “Tirando a questão do turismo, é uma necessidade. Ninguém sai da periferia e atravessa a cidade inteira, gastando horas por gosto, é porque precisa.” 

Leia a matéria na íntegra.