Arrecadação do Metrô com tarifa cai pela metade em São Paulo na pandemia

A pandemia de covid-19 diminuiu o número de passageiros que utilizam o transporte público metroviário de São Paulo, reduzindo em 50% a arrecadação com tarifas. A informação foi repassada pelo próprio Metrô (Companhia do Metropolitano de São Paulo) por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

“O custo da operação não depende do número de passageiros, que segue igual mesmo que o trem circule vazio ou lotado. Então, remunerar por passageiro tem esse risco: quando as coisas vão bem, pode haver lucro; quando a circulação cai, como na pandemia, acontece o inverso”, explica Mauro Zilbovicius, Especialista em mobilidade urbana e professor de engenharia da Escola Politécnica (Poli) da USP.

Leia a matéria do UOL na íntegra.