Por uma IA que trabalhe melhor com o português

O Centro de Inteligência Artificial (C4AI) da Escola Politécnica (Poli) da USP, em parceria com IBM e Fapesp, construiu três conjuntos de dados a partir de pesquisas concentradas tanto na modalidade escrita quanto falada do português.

Essa criação é muito importante, visto que a maioria dos modelos e dos conjuntos de dados usados para treiná-los estão em inglês e treinar um modelo em português, por exemplo, tem desafiado os cientistas de dados.

Leia a matéria na íntegra.