Educação continuada alavanca carreira

O professor Marcelo Massarani, do Departamento de Engenharia Mecânica da Escola Politécnica (Poli) da USP, explicou sobre os cursos Stricto Sensu e Lato Sensu oferecidos pela Poli. 

Nos cursos stricto sensu, devido à multidisciplinaridade envolvida no projeto e desenvolvimento de veículos, e à profundidade necessária para uma dissertação de mestrado ou tese de doutorado, os trabalhos são realizados em programas de pós-graduação específicos nas diversas áreas de engenharia. Por exemplo, um mestrado relacionado à linhas de montagem em um sistemista é realizado no programa de pós-graduação em engenharia de produção; um doutorado sobre biocombustíveis fica a cargo do programa de pós-graduação em engenharia química; e um doutorado que envolva um desenvolvimento de um novo processo de soldagem é abrigado no programa de pós-graduação em engenharia metalúrgica. Atualmente, a Poli conta com 11 programas de pós-graduação. Para saber mais, acesse este link.

Sobre os cursos lato sensu, a Poli iniciou o curso de especialização em Engenharia da Mobilidade (pecepoli.com.br), devido à ampliação do conceito de Engenharia Automotiva.

Os conceitos da mobilidade estão ainda sendo desenvolvidos e compreendidos e a Engenharia da Mobilidade trata do desenvolvimento e aplicação dos elementos necessários à mobilidade. O objetivo do curso é aprofundar o conhecimento do profissional no estado da arte de veículos que farão parte dos sistemas de mobilidade de pessoas e bens, e prepará-lo para participar do desenvolvimento de novos produtos necessários à mobilidade, especialmente aqueles relacionados a soluções regionais.

O curso de Especialização em Engenharia da Mobilidade é oferecido no formato EAD síncrono através do Programa de Educação Continuada em Engenharia (PECE) da Poli-USP.

Leia a matéria completa.