Número de acidentes em barragens cresceu 14 vezes em dois anos

Segundo dados do Relatório de Segurança de Barragens (RSB) 2020, elaborado pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), o número de acidentes em barragens cresceu 14 vezes em apenas dois anos. Em 2018, foram reportadas três ocorrências; em 2019, 12; e em 2020, 44.

Apesar do aumento, os dados informam que os acidentes relatados em 2020 não deixaram vítimas. O relatório considera acidente quando as ocorrências comprometem a estrutura com “liberação incontrolável do conteúdo do reservatório, ocasionado pelo colapso parcial ou total da barragem”. Atualmente, o país tem mais de 24 mil barragens; dessas, 484 são barragens de rejeitos de mineração.

“As barragens hidrelétricas são as que dão menos problemas, pois têm dono e a barragem é a fonte de recurso. Já as barragens de mineração têm muitos problemas, pois são rejeito, material que não querem mais”, explica o professor Marcos Massao Futai, do Departamento de Engenharia de Estruturas e Geotécnica (PEF) da Escola Politécnica (Poli) da USP.

Leia a matéria do jornal Metrópoles na íntegra.

Print Friendly, PDF & Email