anna-helena-reali-costa-08

Poli desenvolve projeto para ensinar os robôs a aprender

Pesquisa acaba de ser contemplada com investimento do
programa de bolsas da Google para a América Latina.

Quando o ser humano começa a andar, em geral, cai várias vezes depois dos primeiros passos, aprendendo por meio da experimentação, da tentativa e do erro. Esse processo, chamado de aprendizado por reforço, foi adaptado matematicamente e o algoritmos vêm sendo empregados em softwares de máquinas e robôs para que eles possam interagir com o ambiente e aprender com essas experiências como se fossem humanos. Uma pesquisa da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) pretende justamente ensinar máquinas e robôs a aprender novas habilidades.