Mapeamento mostra desigualdade na acessibilidade a emprego entre ricos e pobres na cidade de São Paulo

A Nota Técnica “Acesso à cidade, transportes e habitação”, publicada pelo Centro de Estudos da Metrópole (CEM-Cepid/Fapesp), aponta que apenas 16% das famílias têm acesso a pelo menos metade dos empregos existentes em 60 minutos por transporte público a partir de sua moradia. Dentro desse grupo, 44% das famílias têm renda familiar acima de 10 salários mínimos e apenas 20% têm renda familiar abaixo de três salários mínimos. 

A nota analisa os instrumentos do Plano Diretor Estratégico (PDE) de São Paulo, com foco na habitação para baixa renda e na redução da desigualdade de acesso a oportunidades. Foi elaborada por Beatriz Moura dos Santos, consultora de mobilidade urbana e gênero, e Mariana Giannotti, coordenadora da Área de Transferência e pesquisadora do CEM e professora da Escola Politécnica (Poli) da USP.

Leia na íntegra.