MOÇÃO DA CONGREGAÇÃO DA ESCOLA POLITÉCNICA DA USP

A Escola Politécnica, estabelecida em 1893, co-fundadora da USP ao lado da Faculdade de Medicina, da Faculdade de Direito, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Faculdade de Farmácia e Odontologia e da então criada Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras no ano de 1934, reafirma a essencial importância econômica e social das Universidades Públicas Paulistas, responsáveis, que são, por 38% da produção científica e tecnológica do Brasil.

Consonante aos princípios que nortearam a fundação da Universidade de São Paulo, sucedendo à revolução Constitucionalista de 1932, a Congregação da Escola Politécnica manifesta profunda preocupação com a “CPI da Gestão das Universidades Públicas”, que pode vir a oferecer grave risco à autonomia Universitária.

Em uma democracia, CPIs são instrumentos importantes de aprimoramento político e institucional. Entretanto, o uso indevido de tal instrumento pode levar a retrocessos com graves prejuízos à sociedade.

Scientia Vinces.

Vencerás pela Ciência.

Aprovada pela Congregação da Escola Politécnica, em reunião realizada no dia 25 de abril de 2019, no Edifício Mário Covas Júnior.