Politécnico participa do USP Talks: Como gerar um unicórnio?

Quais são os ingredientes básicos para se produzir um unicórnio? Existe uma receita ideal para isso?

“Unicórnio”, no caso, é o apelido dado às startups que superam US$ 1 bilhão em valor de mercado. São poucas as empresas e os empreendedores que já atingiram essa marca no Brasil. Um deles é Renato Freitas, 35 anos, cofundador da 99, a primeira startup unicórnio do Brasil, e da Yellow, empresa de micromobilidade urbana (aquela das bikes e patinetes elétricos amarelinhos), também apontada por analistas como forte candidata a virar unicórnio num futuro próximo.

Formado em Engenharia Mecatrônica pela Escola Politécnica (Poli) da USP, e autoproclamado “nerd”, Freitas será um dos palestrantes do próximo USP Talks, que acontece dia 24 de setembro, das 18h30 às 19h30, no auditório do Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Leia mais.