127 anos de história: Pioneira, a Escola Politécnica está na base da USP

A Escola Politécnica (Poli) da USP completa 127 anos nesta semana, e a trajetória da Escola, marcada pela inovação, está intrinsecamente ligada à história da própria Universidade de São Paulo. Conheça aqui mais sobre a fundação e os primórdios da instituição. 

Os primeiros passos para o desenvolvimento da Poli foram dados ainda no século XIX, em 1893, quando o governo do Estado de São Paulo criou a então Escola Politécnica de São Paulo, sob a direção de Antônio Francisco de Paula Souza, engenheiro formado na Alemanha e na Suíça. Seguindo o molde europeu que guiou a formação de Paula Souza, a Poli foi formada a partir do modelo da Politécnica de Zurique, a ETH Zürich, instituição de excelência na área até hoje. 

 

Na época, a Escola oferecia três cursos de Engenharia: Civil, Industrial e Agrícola. Além disso, era ministrado o Curso Anexo de Artes Mecânicas. Os gabinetes, como eram chamados os laboratórios durante o período, constituíam o grande destaque da Poli, que tem como uma de suas bases a atividade prática e de pesquisa. 

 

A missão atribuída à Poli em sua fundação era colaborar com o desenvolvimento da indústria no Brasil. Mais de um século depois, o objetivo da Escola se mantém, como lembraram os convidados no evento em comemoração ao aniversário de 127 anos da Poli

 

Em meio à efervescência dos anos 1930, foi criada a USP. Dentre as 10 instituições reunidas no decreto nº 6.283, de 25 de janeiro de 1934, que comporiam a Universidade de São Paulo, estava a Escola Politécnica, já com quatro décadas de história e desenvolvimento. 

 

Antes de ser realocada na Cidade Universitária, a Poli era sediada na Avenida Tiradentes. Um de seus laboratórios da época, que estudava resistências de materiais, acabou por originar o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), agora um órgão independente da USP. 

 

Sobre o período inicial de implantação da USP, a pesquisadora Walnice Nogueira Galvão organizou o livro Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, que reúne entrevistas contando mais detalhes sobre os primeiros tempos da universidade. 

 

Na live transmitida no dia 23 de agosto de 2020, o reitor da USP, professor Vahan Agopyan, declarou que “a Poli foi a primeira escola de engenharia do país que trouxe a prática como parte fundamental da formação. Também foi onde se estabeleceram os primeiros laboratórios do país, ainda no século XIX. A Poli tem essa liderança no país e a responsabilidade de ligar experiência ao ensino”.

 

Confira mais sobre a comemoração dos 127 anos de história da Escola Politécnica aqui