Atividade hands on: Estudantes testam projetos de estruturas em disciplina da Poli-USP. Confira vídeos abaixo

Na segunda-feira, 9 de maio, os professores responsáveis pela disciplina de Estruturas na Arquitetura III: Sistemas Reticulados e Laminares, oferecida pelo Departamento de Engenharia e Geotécnica (PEF) da Escola Politécnica (Poli) da USP, Ruy Marcelo de Oliveira Pauletti, Luís Bitencourt Junior e Leila Meneghetti Valverdes, realizaram uma atividade Hands On com os alunos. 

 

O objetivo dos alunos era construir modelos físicos de arranha-céus utilizando o kit de representação estrutural, o Kit Mola, que já fora apresentado em uma das aulas anteriores da disciplina. Terminada essa etapa, os grupos deveriam averiguar a estabilidade dos pórticos por meio de uma mesa vibratória. A perturbação da mesa pelo impacto causado por esferas de peso crescente lançadas por meio de uma canaleta inclinada, simulando o efeito dos sismos. Segundo os professores, os conjuntos dos Kit Mola foram adquiridos com apoio financeiro do Fundo Patrimonial Amigos da Poli em 2020 via projeto de Melhoria de Ensino liderado pelo professor Valério Almeida. 

Segundo a professora Leila Meneghetti, esse tipo de atividade vem sendo praticada há mais de 8 anos. “Já desenvolvemos modelos em escala reduzida usando canudos de papel, lycra, palitos de madeira, arame, fios de nylon e etc., o que culminou com a montagem de um arco em treliça espacial em escala 1:5 no gramado em frente ao prédio da Engenharia Civil”, conta a professora.

 

 

Em aula, a professora ressaltou a importância de atividades hands on para colocar a “mãos na massa” e desenvolver outras habilidades de aprendizagem. “Planejar, criar e construir os arranjos dos pórticos geram soluções criativas para solucionar problemas cotidianos do projeto de estruturas”, afirma.

 

Além disso, por serem técnicas integrativas, a metodologia da representação estrutural promove uma maior compreensão da realidade e, ao conseguirem resolver desafios do dia-a-dia, os alunos desenvolvem capacidades paralelas, como a interação entre grupos, expressão pessoal e de decisão e profundidade para entender os erros e acertos que a atividade propõe.

 

Confira mais vídeos da atividade.

Print Friendly, PDF & Email