A ciência aberta deve se concentrar mais em métodos abertos?

open methodsA ciência aberta é agora reconhecida como um fator-chave na melhoria da qualidade da pesquisa científica, com amplo apoio entre pesquisadores e organizações globais, como a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) .

Esta é uma tradução livre da matéria publicada pela organização The Publication Plan [1], com adição de outras matérias relacionadas ao tema de métodos abertos (Open Methods).

Muitas iniciativas de ciência aberta enfocam a disponibilidade de conjuntos de dados de pesquisa, ou seja, o conceito de dados abertos, mas um artigo recente pede uma abordagem aberta e transparente para relatar métodos de pesquisa também.

Em seu artigo, o Dr. David Crotty explica que, com o formato tradicional das publicações em periódicos, muitos detalhes metodológicos valiosos de um projeto de pesquisa são cortados devido aos limites de espaço. Embora seja ideal para capturar todo o fluxo de trabalho de pesquisa, os pesquisadores têm tempo limitado.

Portanto, criar um registro público detalhado de todas as suas atividades diárias é irreal.

No entanto, como o próximo passo para abrir os dados, o Dr. Crotty diz que o acesso às metodologias de pesquisa permitiria a validação da qualidade e precisão dos dados publicados. Ele argumenta que os métodos abertos têm pelo menos tanto potencial para reutilização quanto os dados abertos devido à sua aplicabilidade mais ampla, com os documentos sobre métodos entre os tipos de artigos mais citados.

Na verdade, muitos prêmios Nobel recentes foram dados a pesquisadores que criaram abordagens científicas que foram posteriormente amplamente aplicadas por outros cientistas.

Métodos são pesquisas

Desenvolver uma metodologia e depois executá-la é indiscutivelmente o maior componente da pesquisa. É o dia-a-dia da ciência, o mecanismo para capturar dados que podem ser usados ​​posteriormente para investigar uma questão de pesquisa.

Métodos são duradouros

Os métodos são altamente transferíveis. Mais do que qualquer outro artefato de pesquisa, os métodos têm potencial para adaptação ou reutilização em diferentes contextos e em uma ampla gama de questões e disciplinas de pesquisa.

Confira a matéria completa em: https://www.acessoaberto.usp.br/a-ciencia-aberta-deve-se-concentrar-mais-em-metodos-abertos/