Tecnologia 4.0 exige maior investimento em cibersegurança

28/10/2021 – Em entrevista à Folha de S.Paulo, o professor Marcos Barreto, do Departamento de Engenharia Mecatrônica e de Sistemas Mecânicos da Escola Politécnica (Poli) da USP, comentou sobre a cibersegurança em empresas. A automação auxilia a otimizar a operação de diversos setores industriais, mas também aumenta a vulnerabilidade a ciberataques. Por isso, as empresas precisam investir mais em segurança para evitar invasões. Os perigos variam de acordo com as ferramentas usadas, como internet das coisas e inteligência artificial. 

Segundo o professor Barreto, uma medida de cibersegurança que pode ser adotada é limitar as conexões da fábrica com o mundo externo. O docente também fala que “os softwares ajudam, mas não resolvem sozinhos os problemas de cibersegurança. Enquanto as pessoas clicarem em links que oferecem US$ 1 milhão de presente, vamos continuar tendo sequestro de dados com muita facilidade”. 

O professor Barretto também afirma que, além de trabalhar para evitar ataques, é fundamental ter um plano de mitigação de danos, caso eles ocorram —o que inclui uma política de backup das informações e armazenamento seguro.

 

Leia a matéria na íntegra.