Veja como será a Semana de Recepção dos ingressantes da Escola Politécnica em 2019

A Semana de Recepção dos ingressantes de 2019 da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) será realizada de 18 a 22 de fevereiro. No primeiro dia, os alunos terão um panorama sobre os cursos, a Poli e a Universidade (veja os detalhes aqui). Será um dia todo com atividades que vão da recepção pela diretoria, a Aula Inaugural com a Secretária de Ciência, Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Inovação do Estado de São Paulo, Patrícia Ellen da Silva, além de apresentações dos alunos.

Confira aqui a programação

Na terça-feira, os alunos visitarão os 15 departamentos da Escola, saindo do Biênio ou do prédio da Engenharia Química, das 8h30 às 12h. No período da tarde, eles serão recepcionados pelos Centros Acadêmicos dos seus respectivos cursos. Na quarta-feira, pela manhã, eles terão aulas do núcleo comum, ou seja, que compõem a grade curricular de todos os cursos de engenharia oferecidos pela Escola. No período da tarde, os calouros visitarão os laboratórios do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), que fica ao lado da Poli-USP.

Na quinta-feira, dia 21, as atividades ficam por conta da Associação Atlética Acadêmica Politécnica, representante do esporte universitário dentro da Poli-USP. Pela manhã serão realizadas palestras, e no período da tarde, após almoço no restaurante universitário, serão realizadas atividades esportivas no Centro de Práticas Esportivas da USP (CEPEUSP).

Na sexta-feira, dia 22, o Grêmio Politécnico, organização que representa política e academicamente todos os alunos da Poli-USP, lidera as atividades. Pela manhã serão realizadas palestras e apresentações do Grêmio e Grupos Artísticos, e à tarde serão realizadas gincanas junto aos grupos de extensão.

A Semana termina com as atividades do Trote Solidário (veja a página do evento), promovidas pelo grupo de extensão Poli Social, que realiza a atividade desde 2015. Desde então, cerca de 100 alunos se organizam para revitalizar alguma escola próxima à USP. “O objetivo é unir responsabilidade social, integração com os calouros e mudança de mentalidade”, conta Raquel Padovese, integrante da Poli Social. “Nós, veteranos, fazemos pequenos reparos, como tapar buracos de quadras ou nivelar um piso para que os calouros tenham apenas a tarefa de pintar. A ideia geral é aproveitar esse rito para aproximar o politécnico da causa social.” O Trote Solidário será no dia 23 de fevereiro, das 9 às 17 horas. A Emef Theodomiro Dias foi a escolhida para a reforma e ela não arcará com nenhum dos custos. Os recursos advêm de uma parte da verba do Grêmio da Poli e do investimento de empresas parceiras.

Acesse também a Programação do Campus de Santos aqui.