Apoiado pela Poli-USP: Brasil fica em primeiro lugar na Olimpíada Ibero-americana de Física

O Brasil conquistou três medalhas de ouro e uma menção honrosa na 23ª Olimpíada Ibero-Americana de Física (OIbF), realizada em Mayaguez, Porto Rico, entre 20 e 28 de outubro. A equipe brasileira ficou em primeiro lugar entre as 17 equipes que participaram da competição.

Todos da equipe foram premiados. Gabriel Capelo Domingues, Otavio D’Ambrosio Arounian Ramos Bittencourt e Artur Soares Rodrigues levaram uma medalha de ouro cada um, enquanto Fernando Silveira Fernandes Fernandes obteve uma Menção Honrosa.

Os quatro estudantes foram selecionados entre os participantes da Olimpíada Brasileiras de Física(OBF) e da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP). A preparação da equipe foi a cargo do Comitê de Seleção Olímpica Internacional, formado pelos professores Munemasa Machida (coordenador, IF-UNICAMP), Airton Deppman (IF-USP), José Joaquin Lunazzi (IF-UNICAMP), Mário Ueda (INPE), José Roberto C. Piqueira (POLI-USP) e Ricardo Andreas Sauerwein (DF-UFSM), com treinamentos realizados nos Institutos de Física da USP e da UNICAMP, na Escola Politécnica da USP, no INPE e no ITA.

A OIbF é uma olimpíada internacional de física destinada a estudantes do ensino médio e organizada por professores e pesquisadores de países latino-americanos, mais Espanha e Portugal. O Brasil participa da OIbF desde 2000 e tem tido ótimos desempenhos. A 23ª OIbF contou com a participação de 64 estudantes vindos de Bolívia, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, Porto Rico, República Dominicana e Uruguai.

Fonte: Site da Sociedade Brasileira de Física