Sustentabilidade vertical: cresce número de prédios residenciais com selo verde 

Visando os empreendimentos sustentáveis, desde 2008 a Fundação Vanzolini, ligada à Escola Politécnica (Poli) da USP, oferece no Brasil a certificação AQUA-HQE, de origem francesa. Uma vez contratada pela construtora, os auditores da entidade acompanham a fase de projeto, a execução e a finalização do empreendimento. 

O intuito é garantir que toda a matéria-prima do prédio venha de locais próximos, para reduzir a emissão de carbono; exigir a presença de mecanismos que diminuam o consumo de água ou energia, como um bom nível de luminosidade natural dos ambientes. São 455 prédios residenciais com esse certificado no país, 206 deles na cidade de São Paulo. No total, 21.382 unidades passaram pelas pranchetas dos auditores da Vanzolini na capital.

“O mercado queria um padrão normativo que atestasse que o empreendimento é sustentável”, explica. “No pré-projeto (a empresa) pode, por exemplo, fazer um estudo pluviométrico do bairro e se der um bom resultado, colocar um sistema de captação e reúso de água”, conta o gerente comercial da entidade, Bruno Casagrande.

Leia a matéria da Veja São Paulo na íntegra.