Poli Recicla coleta mais de 13 toneladas de resíduos em laboratórios

Material potencialmente perigoso recebeu a correta destinação pelo programa da Escola Politécnica da USP

Entre o fim de abril e o começo de maio, foi feita, ao longo de 5 dias, uma coleta em laboratórios da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) que removeu quase 13 toneladas de resíduos químicos. A ação foi realizada pela  Prefeitura do Campus (PUSP-C) em parceria com o programa Poli Recicla, e é realizada desde 2012, pela necessidade de minimizar impactos, uma vez que o gerenciamento incorreto desse tipo de resíduo pode causar sérios danos ao meio ambiente e à saúde.

Previamente à coleta, o Poli Recicla efetuou vistorias técnicas nestes locais, a  fim de averiguar as condições dos resíduos. Os itens verificados se basearam na organização, acondicionamento e identificação dos materiais. No total, foram removidas quase 13 toneladas de resíduos químicos, além de 1647 kg de ascarel, encontrado principalmente em transformadores antigos. O Poli Recicla ressalta a importância do cuidado com os resíduos químicos, a considerar identificação e forma de armazenamento, itens primordiais para a boa conduta da Escola Politécnica com os resíduos gerados.

A empresa contratada para realizar a coleta, o transporte e a destinação final dos resíduos foi a Saniplan. Conforme ressalta a companhia em seu site, além dos riscos oferecidos à saúde e ao meio ambiente, a gestão inadequada dos resíduos pode acarretar em consequências legais, sendo um assunto abordado em algumas portarias do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) e na Política Nacional de Resíduos Sólidos, regulamentada pelo Decreto 7.404/10, em dezembro de 2010.