Contribuições da Escola Politécnica da USP para a área de Energia são reconhecidas por premiação

Nesta quinta-feira, dia 6 de dezembro, a Escola Politécnica da USP receberá, por meio de sua diretora, professora Liedi Légi Bariani Bernucci, um reconhecimento por suas contribuições na área de energia, na premiação “100 Mais Influentes da Energia”, promovida pelo Grupo Mídia e pela Revista Full Energy. Esta é a segunda vez que a Escola recebe a premiação em nome da diretoria, e a professora ressalta que este reconhecimento se deve aos trabalho desenvolvido pelos docentes da Poli na área.

Liedi destaca, entre diversas iniciativas, a Escola São Paulo de Ciência Avançada Energias Renováveis, promovida na Poli-USP com apoio da Fapesp, que durante duas semanas permitiu que acadêmicos pudessem interagir com pesquisadores de renome mundial. Os vídeos com as aulas podem ser acessados aqui, no canal da Poli no Youtube.

O Grupo de Energia do Departamento de Engenharia de Energia e Automação Elétricas (GEPEA) da Poli realizou pesquisas aplicadas utilizando uma lâmina d’água e um composto químico, que funcionam como um filme recobrindo os painéis de uma usina solar, com o objetivo de tornar mais eficiente a produção de energia por esta fonte renovável.

A tese de Joseph Youssif Saab Junior, vencedora do Prêmio Tese Destaque USP em 2017, desenvolveu um sistema para tornar os projetos de usinas eólicas mais silenciosas. Neste ano, a tese de Emerson Gonçalves de Melo, orientada pelo professor Marco Isaías Alayo Chávez e defendida no Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica, recebeu a menção honrosa na mesma premiação.